PREFEITURA SANTANA

Solidariedade retira candidatura e oficializa apoio à reeleição de Paulo Dantas

Mônica Carvalho abriu mão da candidatura "para fortalecer trabalho que está dando certo"

Por Gratta - Assessoria em 28/07/2022 às 16:35:56

Em convenção realizada nesta quarta-feira (27), o Solidariedade oficializou o apoio à reeleição do governador Paulo Dantas (MDB). O partido chegou a cogitar a candidatura da assistente social e socióloga Mônica Carvalho, mas optou por apoiar a Frente Ampla e o campo popular liderado pelo ex-presidente Lula.

Nacionalmente, o Solidariedade oficializou apoio ao petista, sendo assim a Executiva Estadual decidiu se aliar ao atual governador e apoiar a continuidade dos avanços em Alagoas.

Ao discursar, Paulo agradeceu o apoio do Solidariedade e destacou a importância em ter o partido como um dos seus aliados. A legenda tem forte presença nos movimentos sociais, especialmente, com a Força Sindical.

"O apoio do Solidariedade será fundamental no processo eleitoral para nós nos unirmos contra o autoritarismo, o fascismo e demonstrar que a democracia e a liberdade são mais fortes e soberanas do que essa pauta bolsonarista. O meu campo é o popular, é o progressista. O que trata como prioridade o desenvolvimento humano", disse.

Paulo disse que faz política buscando alcançar coisas de forma positiva. "Não sou dono da razão. Pelo contrário, estou sempre ouvindo mais do que falando. Porque respeitando a opinião das pessoas temos mais condições de acertar. Não tenho compromisso com o erro, vou trabalhar diuturnamente para acertar. É esse o caminho que venho seguindo e vou seguir todos os dias", acrescentou.

VENCER O BOLSONARISMO
O governador recebeu das mãos da presidente do Solidariedade em Alagoas, Suele Pinheiro, uma carta com proposições defendidas pela legenda.

"Recebi essa carta, vamos levar, mas não quero apenas levar, quero levar o partido para participar do nosso plano de governo para contribuir, para que todos os segmentos e principalmente as minorias tenham vez e voz no Plano de Governo e no orçamento do estado", destacou.

Para Suele, a decisão foi um entendimento amplo de que a candidatura de Paulo é a que apresenta maior condição de enfrentar o bolsonarismo em Alagoas, representado principalmente, segundo ela, pelas figuras do deputado federal Arthur Lira (PP) e do senador Fernando Collor de Melo (PTB), ambos aliados de Bolsonaro.

A mesma percepção foi apresentada pela assistente social Mônica Carvalho, que em seu discurso se colocou à disposição para colaborar e apoiar a campanha de reeleição.

"Coloco-me diante do Paulo como aliada e disposta a colaborar inclusive nas minhas áreas de atuação política, na construção de uma Alagoas mais justa, mais humana, mais fértil. Sem Liras, nem Neros, sem Cunhas, nem Melos. Defenderei Lula presidente e Paulo Dantas governador."

Comunicar erro
EQUATORIAL ENERGIA