Logo

Governador anuncia retirada do desconto previdenciário de aposentados da Educação e lança Bolsa Mentoria para professores

Anúncio aconteceu nesta terça-feira (08) durante lançamento de programas da área; Renan Filho afirmou que Estado buscará elevar salários de professores da rede estadual

Por Ana Paula Lins em 08/06/2021 às 23:14:18

Márcio Ferreira

O governador Renan Filho anunciou, nesta terça-feira (08), a retirada do desconto previdenciário de 14% para os servidores inativos da Educação de Alagoas, que ganham abaixo do teto do INSS. O anúncio foi feito durante o lançamento de um pacote de programas para a área, que terão investimento de mais de R$ 1 bilhão do Estado.

Entre as melhorias anunciadas, também está a criação de uma bolsa de R$ 1.500 para os professores que queiram atuar com mentoria no retorno das atividades presenciais.

"Após conversar com os secretários George Santoro e Fabrício Marques, decidimos rever a Reforma da Previdência e retirar o desconto para os aposentados que ganham abaixo do teto do INSS, que, no caso da Educação, são todos. Além disso, com o retorno das aulas presenciais, os professores terão a opção de receber uma bolsa de R$ 1.500 ao mês para atuar com a mentoria de alunos. Quem optar por receber essa bolsa, vai acompanhar um grupo de alunos e trabalhar para a evolução destes estudantes", afirmou o governador.

Em paralelo, o Governo do Estado vai buscar formas de aumentar os salários dos professores da rede estadual de ensino em todos os níveis da carreira. No momento, a Lei Federal 173 impede a elevação de salário de servidores públicos, mas o Estado vai, segundo Renan Filho, trabalhar para a valorização da carreira do magistério: "Apesar desta limitação [da lei], nós nos impomos o desafio de rever a carreira do magistério e elevar salário de todos os professores da rede estadual de Alagoas, do início ao fim da carreira".

O aumento do salário e a bolsa para mentoria elevarão o patamar de renda da categoria. "Somando-se esta bolsa à melhoria salarial, estaremos praticamente dobrando o vencimento dos professores da rede estadual. Por exemplo, um professor de 40 horas que, em média, ganha R$ 3 mil, passará a ganhar R$ 6 mil", explicou Renan Filho.

Fonte: Agência Alagoas

Comunicar erro
GOVERNO DE ALAGOAS