GOVERNO DE ALAGOAS

Internações por covid-19 deixam de cair em São Paulo

Na semana passada, entre os dias 29 de agosto e 4 de setembro (35ª Semana Epidemiológica), o estado registrou a sua menor taxa de internação por covid-19 do ano, com média de 639 novas internações por dia. Mas essa tendência de queda parou de ocorrer nesta semana

Por Redação em 10/09/2021 às 23:08:20

Desde metade de junho, j√° na 24¬™ Semana Epidemiológica, o estado de S√£o Paulo vinha apresentando queda constante no n√ļmero de novas interna√ß√Ķes por covid-19. Na semana passada, entre os dias 29 de agosto e 4 de setembro (35¬™ Semana Epidemiológica), o estado registrou a sua menor taxa de interna√ß√£o por covid-19 do ano, com média de 639 novas interna√ß√Ķes por dia. Mas essa tend√™ncia de queda parou de ocorrer nesta semana.

De acordo com os dados apresentados, ainda n√£o se pode falar em um novo aumento de interna√ß√Ķes. Mas a tend√™ncia de queda foi interrompida e tem havido uma estabiliza√ß√£o nos n√ļmeros, o que preocupa o Centro de Conting√™ncia do Coronav√≠rus em S√£o Paulo, apesar do n√ļmero de casos e de mortes continuarem em queda. O aumento das interna√ß√Ķes pode significar uma piora na pandemia no estado.

Em suas redes sociais, o coordenador executivo do Centro de Conting√™ncia do Coronav√≠rus em S√£o Paulo, Jo√£o Gabbardo, escreveu ontem (9) que essa revers√£o na tend√™ncia de queda nas interna√ß√Ķes pode indicar "os primeiros sinais da dissemina√ß√£o da variante Delta em S√£o Paulo, o que dever√° ser agravado por aglomera√ß√Ķes recentes e relaxamento no uso de m√°scaras".

A variante delta foi identificada inicialmente na √ćndia e é mais transmiss√≠vel, o que vem provocando aumento de casos em todo o mundo, mesmo em locais com alta taxa de vacina√ß√£o. Na capital paulista, a variante Delta j√° se mostra predominante em 69,7% das amostras analisadas.

A plataforma InfoTracker, feita por pesquisadores das maiores universidades de S√£o Paulo, e que usa dados oficiais como base, informa que o n√ļmero de pessoas internadas vinha em queda constante em S√£o Paulo. Mas nesta semana essa curva come√ßou a se reverter. Até o dia 6 de setembro, haviam 5.601 pessoas internadas em todo o estado, sendo que 2.788 delas estavam em estado grave, em leitos de unidades de terapia intensiva (UTI). Ontem (9), o n√ļmero de internados chegou a 5.675.

Para Jo√£o Gabbardo, o estado vai precisar acelerar a aplica√ß√£o da segunda dose de vacinas e ampliar o n√ļmero de pessoas com o esquema vacinal completo para tentar evitar que as interna√ß√Ķes por covid-19, provocados pela variante Delta, possam crescer em S√£o Paulo. Estudos em todo o mundo t√™m demonstrado que duas doses de vacina contra a covid-19 s√£o eficazes contra a variante Delta.

No entanto, tem faltado vacina para a aplica√ß√£o da segunda dose nas pessoas que tomaram o imunizante da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz. Desde segunda-feira (6), h√° falta de doses desse imunizante em todo o estado. O governo de S√£o Paulo cobrou o Ministério da Sa√ļde a falta de doses do imunizante, mas o ministério respondeu que o estado n√£o cumpriu o estabelecido no Programa Nacional de Imuniza√ß√Ķes (PNI) e n√£o reservou a vacina para a segunda dose, utilizando-as para adiantar o seu cronograma de primeira dose.

O governo do estado estuda adiantar a segunda dose da vacina Pfizer/BioNTech para quem tomou a primeira dose desse imunizante, diminuindo o intervalo de tr√™s meses para dois meses. Mas também n√£o h√° doses suficientes dessa vacina para que o intervalo seja diminu√≠do.

"Infelizmente n√£o temos Pfizer e AstraZeneca para isso, mesmo assim continuaremos sem recuar na meta de vacinar o maior n√ļmero de pessoas, com as vacinas dispon√≠veis", escreveu Gabbardo, no Twitter.

O governo do estado come√ßou esta semana a aplica√ß√£o de uma terceira dose, iniciando por pessoas com idade acima dos 90 anos, em raz√£o da resposta imune de idosos e imunossuprimidos estar sendo baixa, e diminui após seis meses da segunda aplica√ß√£o. Esse grupo, no geral, tomou a vacina CoronaVac/Butantan/Sinovac.

O governo de São Paulo já estuda a aplicação de uma quarta dose.

Desde o dia 17 de agosto, o governo de S√£o Paulo colocou um fim às restri√ß√Ķes de funcionamento do comércio e servi√ßos, acabando com o limite de hor√°rio e de capacidade de atendimento. A medida recebeu muitas cr√≠ticas de especialistas, que avaliaram que o n√ļmero de pessoas que havia completado o seu esquema vacinal ainda era pequeno e a variante Delta consegue escapar da prote√ß√£o conferida apenas pela primeira dose.

O governo j√° aplicou mais de 55 milh√Ķes de doses de vacina contra a covid-19, sendo que 78,8% da popula√ß√£o tomou a primeira dose e apenas 43,9% completou o seu esquema vacinal.

A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva em São Paulo está em 33%.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
EQUATORIAL ENERGIA ALAGOAS