GOVERNO DE ALAGOAS

Ame-se: "Acabou a tristeza", diz 14ª alagoana a realizar cirurgia de reconstrução mamária

Nalma Imídio Farias diz que reconstrução de sua mama esquerda vai trazer sua autoestima

Por Ruana Padilha em 12/10/2021 às 00:12:09

Ivo Neto

"Só tenho a agradecer. Não sei nem descrever a felicidade que estou sentindo. Se pudesse, subia num monte bem alto para gritar: "Tô feliz! Acabou a tristeza"". Com estas palavras, a alagoana Nalma Imídio Farias, de 42 anos, celebrou, nesta segunda-feira (11), a realização da cirurgia de reconstrução mamária a que foi submetida. O procedimento, realizado no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió, por meio do Programa Ame-se, contemplou a 14ª alagoana.

Sorridente, Nalma, não esconde a alegria que estava sentindo ao realizar o procedimento de reconstrução mamária, assegurado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Segundo ela, a partir de agora será possível voltar a ter uma vida normal, como ocorria antes do câncer de mama. "Sempre que pedia algo a Deus, não era casa, carro e dinheiro. Pedia que devolvesse minha autoestima de volta, meu corpo de volta. Eu estou renascendo de novo. Foram cinco anos sem minha mama esquerda. Foram cinco anos sem me olhar no espelho. Daqui pra frente minha vida vai estar completa", salientou.

Procedimento cirúrgico ocorreu nesta segunda-feira no HMA

Diagnosticada com câncer de mama há cinco anos, a paciente relembrou a angústia de descobrir a doença e a espera pela reconstrução mamária. "Eu já tinha me operado de um câncer de útero e, após dois anos, fui fazer uma consulta e descobri o câncer de mama. Esse câncer mexeu com minha autoestima, minha vida pessoal, mexeu com tudo. Eu fiquei muito doente, cheguei a pesar 38 quilos", relatou.

No HMA, Nalma agradeceu a todos os profissionais pelo cuidado e carinho no atendimento. "Aqui é minha segunda casa. Parece que estou nos braços de minha mãe. Eles me colocaram no colo e me acolheram. Eu tenho que agradecer ao secretário [de Estado da Saúde], a médica que já me acompanha há cinco anos e, agora, à minha segunda casa, que é o hospital. Todo pessoal aqui é ótimo. Não são seres humanos, mas, anjos", salientou.

Procedimento de reconstrução mamária pelo Ame-se contemplou a 14ª alagoana

Ame-se – O programa tem como objetivo zerar a fila de espera para cirurgias de reconstrução mamária. Entretanto, o Ame-se vai além dos procedimentos cirúrgicos, uma vez que busca retomar a autoestima de dezenas de mulheres, além de rastrear a doença, evitando que chegue ao estágio mais grave.

Para as mulheres serem incluídas no Ame-se, é necessário ter mais de 18 anos, estar em boas condições clínicas, sem comorbidades ou com elas controladas. É importante, também, que o Índice de Massa Corpórea (IMC) esteja abaixo de 27, que tenha autorização do oncologista e já tenha passado pelo tratamento quimioterápico ou radioterápico, há pelo menos seis meses.

Fonte: saude.al.gov.br

Comunicar erro
EQUATORIAL ENERGIA ALAGOAS