PREFEITURA SANTANA

Saiba o que fazer para cuidar da sa√ļde durante este feriadão com altas temperaturas

M√©dico do HGE alerta a população para a necessidade de hidratação e fuga dos raios solares

Por Carla Cleto em 17/11/2023 às 16:42:32
Thallysson Alves / Ascom Sesau

Thallysson Alves / Ascom Sesau

O final de semana promete ser quente em Alagoas. A previsão é de fazer 32¬įC em Maceió, com sensação térmica acima dos 40¬įC. No Sertão, a situação é muito mais complicada, j√° que em Pão de Açúcar, por exemplo, a expectativa é que os termômetros marquem 37¬įC. Com tanto calor, o que fazer nesse feriadão? O médico Allan Vieira, do Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, recomenda muita sombra e √°gua fresca; sem esquecer o uso do filtro solar.

É que a incid√™ncia dos raios ultravioletas também ser√° intensa, e a falta de protetor solar, principalmente para quem recorre para as praias, pode causar sérios prejuízos à saúde, como queimaduras e até o c√Ęncer de pele, principalmente em pessoas com tonalidade de pele clara. Por isso, segundo o médico, o melhor mesmo é evitar a exposição ao sol no período das 9h às 16h, sem esquecer de tirar do guarda-roupa os bonés, chapéus e camisas com proteção UV. O médico ainda aconselha a se abrigar em barracas, tendas e coberturas que bloqueiem os raios solares.

"Com o céu limpo de nuvens, a terra fica mais quente, o que d√° aquela sensação de abafado terrível. No Sertão, isso é muito ruim, pois o clima fica muito seco, o vento é aquecido e até os aparelhos de ar condicionado tem dificuldade de esfriar os lares e estabelecimentos comerciais. Nessa situação, sugiro a instalação de umidificadores de ar nos interiores e a ingestão livre de √°gua mineral fria ou gelada", orientou o médico do HGE. Desidratação

A desidratação é um risco permanente durante a onda de calor, principalmente em beb√™s que não conseguem sinalizar a sensação de sede e passam a ter dificuldade para defecar. O clínico geral, que também é especialista em saúde digestiva, destaca que a sensação de sede j√° é indicativa de desidratação, por isso não é recomend√°vel esperar que o corpo se desidrate. Estudos sugerem que as pessoas bebam mais de dois litros de √°gua por dia. "Refrigerantes e cervejas podem parecer aliviar a sede, mas eles não hidratam. Os primeiros t√™m muitos açúcares e calorias que contribuem com o surgimento de outras doenças. E toda bebida alcoólica age como um diurético, fazendo com que a pessoa urine mais, piorando a desidratação. No lugar deles, opte pelos sucos com frutas naturais, ou pela √°gua de coco, se não quiser consumir apenas a √°gua. A √°gua com g√°s também é bem-vinda", pontuou.

A desidratação leve ocasiona sede, dores de cabeça, fraqueza, tonturas, fadiga e sonol√™ncia; a moderada inclui boca seca, diminuição da diurese, moleza, batimentos cardíacos acelerados e falta de elasticidade da pele; a grave geralmente causa sede intensa, anúria (aus√™ncia de urina), respiração r√°pida, alteração do estado mental, pele fria e úmida. A desidratação pode levar também à diminuição do desempenho físico e cognitivo e a alterações no funcionamento termorregulador e cardiovascular. Em casos mais graves, pode levar ao edema cerebral e à morte.

"Para quem pratica atividade física, o melhor é evitar o período de grande incid√™ncia dos raios ultravioletas, j√° que os exercícios promovem a perda de líquidos. O melhor nesse período é deixar para fazer a caminhada antes das 8h ou depois das 17h. Se vai à academia, não pense que o ar condicionado ir√° resolver. Como ele "suga" a umidade da pele, é importante manter a reposição de √°gua. Por isso, recomendamos a quem dorme com o ar condicionado para pôr no quarto um recipiente cheio de √°gua para contrabalancear esse efeito", destacou o médico do HGE.

Fonte: Agência Alagoas

Comunicar erro

Coment√°rios

DETRAN AL