Logo

Grávidas que tomaram vacina da AstraZeneca terão a 2ª dose da Pfizer

As gestantes e mulheres do estado do Rio de Janeiro que tiveram bebês há até 45 dias, que tenham comorbidades e tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca, poderão completar o esquema vacinal com a segunda dose da Pfizer

Por Redação em 01/07/2021 às 20:54:35

As gestantes e mulheres do estado do Rio de Janeiro que tiveram beb√™s h√° até 45 dias, que tenham comorbidades e tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca, poder√£o completar o esquema vacinal com a segunda dose da Pfizer. A orienta√ß√£o da Secretaria de Estado de Sa√ļde (SES) foi enviada aos 92 munic√≠pios do estado.

O Ministério da Sa√ļde suspendeu, no dia 11 de maio, a vacina√ß√£o com o imunizante da Oxford/AstraZeneca das gestantes e puérperas, após orienta√ß√£o da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa). Na época, apenas o grupo com comorbidades estava inclu√≠do no calend√°rio de vacina√ß√£o. A suspens√£o ocorreu após o registro de um caso de óbito de gestante que recebeu a vacina Oxford/AstraZeneca.

A segunda dose deve ser aplicada 12 semanas após a primeira, tanto a da AstraZeneca, quanto a da Pfizer. Segundo o secret√°rio de Sa√ļde, Alexandre Chieppe, a decis√£o foi tomada pela equipe técnica da secretaria em acordo com os munic√≠pios.

"A decis√£o do uso da vacina Pfizer para completar o esquema vacinal de gr√°vidas e puérperas foi pactuada com o Cosems [Conselho de Secretarias Municipais de Sa√ļde do Estado do Rio de Janeiro] e aprovada pelo grupo de apoio técnico da Secretaria de Sa√ļde, formado por infectologistas e epidemiologistas. É preciso que essas mulheres busquem os postos de vacina√ß√£o, no prazo orientado, pois a imuniza√ß√£o só se faz efetiva com as duas doses, como indicam os estudos", disse.

A Secretaria de Sa√ļde orientou também que sejam vacinadas m√£es que est√£o amamentando, sem limite de idade para os beb√™s. Esse grupo pode receber qualquer vacina dispon√≠vel nos postos.

Calend√°rio unificado

A secretaria publicou hoje (1¬ļ) a terceira edi√ß√£o do Calend√°rio √önico de Vacina√ß√£o contra a Covid-19, que acelera as datas dos grupos por faixa et√°ria. Agora, a previs√£o do término da aplica√ß√£o da primeira dose para quem tem 18 anos ou mais é até o fim de agosto. Em julho, ser√£o imunizadas as faixas de 54 a 35 anos e, em agosto, quem tem entre 34 e 18 anos.

Segundo Alexandre Chieppe, é importante que os munic√≠pios garantam dias de vacina√ß√£o para quem n√£o conseguiu comparecer na data destinada à idade ou grupo priorit√°rio.

"A gente quer garantir que cada munic√≠pio siga os mesmos p√ļblicos priorit√°rios. Neste momento estamos avan√ßando por idade. E que ninguém inclua qualquer outra popula√ß√£o que n√£o seja a que est√° definida no calend√°rio √ļnico de vacina√ß√£o. Segundo, que se avance no calend√°rio respeitando alguns princ√≠pios, como a garantia de que quem perdeu a sua data tenha a oportunidade de receber a dose depois", explicou o secret√°rio de Sa√ļde.

Ele frisou ser necess√°rio também buscar as pessoas que n√£o voltaram para tomar a segunda dose, assim como campanhas educativas para que toda a popula√ß√£o seja imunizada.

"Depois a gente vai ter um trabalho √°rduo de repescagem e convencimento das pessoas que n√£o procuraram os postos de vacina√ß√£o por diversos motivos. Cada munic√≠pio vai ter que avaliar o quantitativo de p√ļblico-alvo, comparar com o percentual de vacina√ß√£o para que se defina estratégias conjuntas visando garantir a homogeneidade da vacina√ß√£o e que a popula√ß√£o acima de 18 anos seja efetivamente vacinada", explicou.

De acordo com Chieppe, o estado do Rio tem capacidade de ampliar a vacinação diária e, caso as doses cheguem com mais rapidez e em maior volume, o calendário pode ser acelerado novamente.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
EQUATORIAL ENERGIA ALAGOAS