GOVERNO DE ALAGOAS

Povos tradicionais de Alagoas recebem ações do Instituto de Identificação

Indígenas e quilombolas serão beneficiados com a emissão do RG; comunidades dos municípios Monteirópolis, União dos Palmares e Palmeira dos Índios estão entre as primeiras contempladas pelo projeto

Por Aarão José em 30/11/2021 às 21:22:51

Ascom Perícia Oficial

O Governo de Alagoas, por meio do Instituto de Identificação iniciou uma série de ações em comunidades indígenas e quilombolas. Equipes itinerantes do órgão da Perícia Oficial estão levando para os povos tradicionais o serviço de emissão da primeira e segunda via da carteira de identidade.

Os primeiros municípios contemplados com o projeto foram as comunidades quilombolas de Monteirópolis e de União dos Palmares. Esta semana a equipe está atendendo 120 indígenas da Aldeia Xukuru Kariri em Palmeira dos Índios, no agreste alagoano.

Os moradores do Quilombo Paus Pretos, em Monteirópolis, foram atendidos na Casa do Cidadão do município de Olho D"Água das Flores. Durante dois dias, a equipe itinerante do Instituto de Identificação em parcerias com essas prefeituras atendeu mais de 60 quilombolas.

"Agradeço em nome de toda comunidade ao superintendente do Instituto de Identificação Anízio Amorim por ter disponibilizada a equipe para emitir as carteiras de identidade para o nosso povo. Agradecemos também ao governador Renan Filho e ao prefeito de Monteirópolis, Mailson Mendonça, por garantir que os quilombolas tenham acesso a esse serviço," disse Franciele, representante do Quilombo Paus Pretos.

Em União dos Palmares, a equipe do Instituto de Identificação atendeu também 60 quilombolas da comunidade do Muquém. Patrimônio da memória afro-indígena do Brasil, o Muquém é a única comunidade remanescente do Quilombo de Palmares, em Alagoas.

Reconhecimento e respeito

O superintendente do órgão, Anízio Amorim, explicou que essas ações cumpre um papel social, de reconhecimento e de respeito aos povos e comunidades tradicionais em Alagoas. "Essa será mais uma vertente do Instituto de Identificação que vem no seu centenário realizando várias ações levando cidadania para o povo alagoano", afirmou o Amorim.

Alagoas possui 70 comunidades quilombolas reconhecidas oficialmente, e 11 comunidades indígenas espalhadas em várias regiões do estado. A expectativa do Instituto de Identificação é criar uma agenda positiva para garantir aos povos tracionais alagoanos, o direito de possuir principal documento de identidade do brasileiro, através de um atendimento digno.

Fonte: alagoas.al.gov.br

Comunicar erro
EQUATORIAL ENERGIA ALAGOAS